Header

facebook twitter

Seguidores

Google+ Badge

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Pintando o cabelo de roxo/violeta com Kostume Kolor

Há meses eu queria pintar o cabelo de roxo.


A culpa dessa vontade foi dessa foto que vi no instagram +chronicurls  Achei o tom tão lindo. Quis fazer igual (ou o mais próximo).


Nas pesquisas que fiz para obter o cabelo roxo, as primeiras respostas SEMPRE tinham como base o uso da violeta genciana. As pesquisas também mostraram que apesar de "dar certo" em alguns casos o resultado logo se perdia, pois a violeta só dá um tom e que sai rapidamente.

Entendo o uso de quem faz. Tem um baixo custo e dá para repetir várias vezes, mas me perdoem se me acharem metida, mas eu trabalho muito então dá para "investir" em alguns produtos que têm um preço mais alto (comparando com a violeta genciana).

Outra coisa que a pesquisa mostrou é: para ter tons fantasia no cabelo é preciso descolorir, não importa o que você use, tinta ou violeta ou o que quer que seja. Tem que descolorir.

Mas eu teimosa, resisti a fazer a descoloração. Mesmo tendo mais cuidado com o meu cabelo (fazendo as hidratações, nutrições e reconstruções) eu tinha receio da "loirice de farmácia" para atingir a tão sonhada cor. Afinal descoloração DETONA com o cabelo (quem dizer que não está mentindo), então mesmo seu cabelo sendo bem cuidado o processo traz algum dano, se você não tem certeza que seu cabelo está saudável o suficiente, não faça. Cuide e depois tente.

Nessa teimosia eu tentei atingir a cor com tintas "normais" para cabelo. Tentei a Amend Color Intensy (5.20) com intensificador violeta (0.2) e ficou só um "ar roxo" (só dava para ver na luz desse jeito)



Depois tentei fazendo algumas mechas (descolorindo só elas) e usando mais intensificador e menos tinta

Mais uma vez não deu certo.

Então dando mais voltas pelas lojas de cosméticos, eis que encontro a tinta Kostume Kolor com vários tons e um dele era o violeta. Mas as instruções eram claras, descoloração primeiro e uso da tinta depois (pois a própria tinta não usa água oxigenada).

 

Ainda assim fiz um teste no meu cabelo do jeito que estava (com luzes em várias mechas e algumas delas basicamente descoloridas)



Chamei minha amiga Elis (ela arrasou nas tintas) para 
ajudar a passar a tinta toda e o resultado foi esse


O tom estava legal, mas ainda não era o que eu queria.

Então tive que "deitar" para a descoloração. No último final de semana fui arrumar as sobrancelhas e solicitei a Neide que fizesse a descoloração e aplicasse a tinta (dessa vez não quiser 'perturbar' minha amiga Elis) 

A descoloração foi feita com água oxigenada 40 volumes e pó descolorante Lightner (Gérmen de Trigo) da Cless e passei 35min 

Pensem no medo do cabelo cair! (risos)



Um tubo e meio da tinta Violeta Kostume Kolor por 40 minutos


Logo após a descoloração, fiz uma aplicação de queratina e depois da tinta usei máscara protetora da cor também da Kostume Kolor por 10min e já em casa usei o Morte Súbita da Lola Cosmeticos por 30min.

Ainda no sábado já estava na rua "closando" 


E então hoje de manhã com ele seco e com luz do sol


Mas vocês podem dizer, não ficou como o da primeira foto deste post, mas sabe o que mais! Eu adorei do jeito que ficou!  E eu poderia ter poupado o trabalho e ter feito logo esse procedimento de cara, mas não me arrependo das tentativas.

A exemplo de quase toda tinta de cabelo (e ainda mais fantasia como essa) tem que ter cuidado, meu couro cabelo está roxo, coçou a cabeça as unhas e pontas dos dedos ficarão roxas, mas esse é um preço baixo a pagar.

Como já usei outra vez, sei que ela vai saindo aos poucos e não como acontece com as demais (com o crescimento do cabelo a raiz fica aparente).

Outro dado, como tenho cabelos brancos (sim gente, estou mais perto dos 40 do que dos 30) a tinta cobriu bem. 

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Quando eu "artesanei"

Ainda na vibe "Eu faço isso" "Faça você mesma" "Do it yourself" que os colares de crochê proporcionaram, eu descobri o Pinterest


Sim.... o "poço sem fundo" das inspirações.  Entre um pin e outro... descobri coisas que eu realmente posso fazer, pois tem coisas lá que MINHA NOSSA parecem muito difíceis para quem não tem lá esse talento artístico.

A primeira coisa que fiz foi essa blusa


Ficou bem legal!

Achei pouco e ainda fiz essa outra




Ainda tem mais, mas mostrarei em outro post.




quarta-feira, 18 de maio de 2016

Carol e os colares de crochê

Tudo começou com um colar de crochê



Ganhei esse colar da professora Ubaldina (que é dirigente do sindicato em que trabalho). 
Percebi que o ponto era fácil (a correntinha) então recriei... 


Tomei tanto gosto pela coisa que comprei "trocentas" linha e fui fazendo vários... 


O pessoal gostou... aí resolvi criar um perfil no Instagam para mostrar os meus trabalhos

E tá aí! Se quiser dar uma olhadinha é só clicar @colaresdecroche




segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Coldplay no show do intervalo do Superbowl 50



Para quem curte futebol americano, a espera para saber quem vai para o Superbowl já é grande, mas além dessa há também outro tipo de expectativa. A de quem vai tocar no intervalo do jogo.

O intervalo do Superbowl é um dos grande acontecimentos da televisão mundial. É um show tanto para quem se apresenta, como a montagem em si. 

Esse ano qual foi a minha surpresa quando anunciaram o Coldplay. Polêmicas à parte, alguns esperavam Metallica ou outra banda "de mais impacto" pois esse ano é a 50ª edição do jogo que consagra o campeão da temporada da National Football League (NFL)

Uma das minhas bandas preferidas no meu esporte favorito.

É muito amor!

Agora é tentar adivinhar qual será a playlist.

Considerando que eles lançaram o mais novo cd A Head Full Of Dreams  no dia 04/12, com certeza terá alguma desse novo trabalho. Já anunciaram também que o Bruno Mars vai participar.

Mas será que vai ter The Scientist? Yellow? Speed of Sound? A Sky full of Stars? Viva la Vida?

Façam suas apostas!

sexta-feira, 31 de julho de 2015

#PlaylistadaCarol Julho/2015

O mês acaba hoje, mas eu ainda estou ouvindo



Major Lazer



Esse é o terceiro CD do projeto que é capitaneado pelo aclamado produtor norte-americano Diplo. Formado em 2008, o projeto contava inicialmente com a colaboração do produtor inglês Switch. Em 2011, Switch foi substituído por Jillionaire e Walshy Fire. A sonoridade do Major Lazer une a música eletrônica a elementos do reggae, do dancehall e do moombahton.

Owl City


Mais um cd que estou ouvindo por "culpa" do Deezer

Owl City é um projeto musical de synthpop do músico estadunidense Adam Young. Iniciou na carreira musical em 2007, em Owatonna, sua cidade natal no Minnesota. As influências de Young são a música disco e a música eletrônica europeia.



Vamos ver se tem algo de bom no top list da revista estadunidense

Previous Post