Header

facebook twitter

Seguidores

Google+ Badge

domingo, 22 de agosto de 2010

Vício assumido: esmaltes

O vício em esmaltes está totalmente assumido.
Saí ontem (21/8) para comprar uma caixa para guadá-los. Meu amor Fabio não aguentava mais derrubar os frasquinhos que eu "estocava" no guarda-roupa.
Então resolvi contar quanto tenho.
Até o momento tenho 100 esmaltes, isso mesmo: 100 e esse número vai aumentar, pois vêm aí as novas coleções.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

90 anos da NFL - National Football League


Quem acompanha um pouquinho esse blog que vos fala sabe que sou fã de Futebol Americano e hoje ao ver meus emails da lista de discussão Redzone vejo esse texto e ao ver a fonte não hesitei e copiei descaradamente (risos)  do Blog do Everaldo Marques

Em 20 de agosto de 1920, há exatamente 90 anos, nascia a liga profissional de futebol americano. Quatro equipes independentes se reuniram em Canton, Ohio, se reuniram nesta data - the Akron Pros, Canton Bulldogs, Cleveland Indians e Dayton Triangles. Na pauta do encontro, os problemas da profissionalização, como o aumento de salários, a contratação de universitários e as mudanças dos jogadores de uma equipe para outra. A solução foi criar uma liga, que recebeu o nome de American Professional Football Conference.

Quase um mês depois, em 17 de setembro, uma outra reunião determinou a mudança do nome da liga para American Professional Football Association – o nome definitivo, National Football League, só surgiria em 24 de junho de 1922. No mesmo encontro, Jim Thorpe foi eleito o presidente da liga recém-criada e surgiu a idéia de cobrar dos participantes uma “taxa de inscrição” de US$ 100, uma pequena fortuna para a época. Ninguém pagou.

A tabela da primeira temporada foi confusa, com muitas alterações e um desequilíbrio no número de jogos para cada equipe. O primeiro duelo envolvendo um time da APFA aconteceu em 26 de setembro de 1920. O Rock Island Independentes bateu o St. Paul Ideals por 48-0, em jogo disputado no estádio Douglas Park, em Rock Island, que foi assistido por 800 pessoas.

Uma semana depois, em 3 de outubro, o primeiro jogo com duas equipes da APFA, com o Dayton Triangles ganhando do Columbus Panhandles no Triangle Park, em Dayton, por 14-0. No mesmo dia, o Rock Island passou pelo Muncie Flyers.

De lá para cá, um crescimento que transformou a NFL na liga profissional de esporte mais popular dos Estados Unidos. Segundo a liga, de 1920 até hoje já aconteceram 13.194 jogos, marcados mais de 515 mil pontos, por 82 times treinados por 437 técnicos. Passaram pela NFL mais de 21 mil atletas, que desfilaram por 151 estádios para mais de 657 milhões de pessoas presentes aos jogos.

O Brasil ainda engatinha com suas iniciativas de futebol americano, mas se as coisas caminharem bem, quem sabe em poucas décadas teremos o esporte forte por aqui também dentro dos campos e não só na TV? Espero viver para ver...
domingo, 1 de agosto de 2010

The Office Pub - O novo (velho) point de Aracaju

Depois de MUITO tempo fora da night, resolvemos (no último sábado, 31/7) prestigiar a inaguração do mais novo velho point de Aracaju.  The Office Pub (@theofficepubaju), que se localiza no mesmo  lugar onde já funcionaram Tequila Café (um clássico da minha vida) e Live (que nunca frequentei)

Bem... a expectativa foi grande, mas não foi atingida. Achei divertido pelo fato de sair numa noite de sábado com meu amor e meus amigos, algo que não faço há muito tempo. Mas se dependesse só da casa, seria um desastre.
O casal todo trabalhado no verde (risos)

A impressão, como bem disse minha amiga Elis, foi que as coisas estavam meio "armengadas". Comprovamos isso no banheiro feminino, que por sinal descobrimos pelo "tato" já que não havia identificação de quem era quem. As portas das cabines não fechavam e não havia cesto para jogar o papel. Para as adeptas do make elaborado a iluminação não ajudava.

Eu não cheguei a ir ao bar, mas do ponto em que estava percebi a dificuldade em conseguir alguma coisa, minha amiga Carla tentou, mas desistiu.O arcondicionado até estava bem, com exceção de alguns pingos que caíram em mim, como não sou adepta da escova (risos) não tive maiores consequências. A partir de informações de outras pessoas que foram ontem a casa não estava aceitando cartão, isso nos dias de hoje é praticamente inconcebível.

A decoração estava MUITO minimalista, não senti clima de pub, isso sem contar também o fato de tudo ter estado pronto naquela noite, o que acarretou alguns problemas, como uma das grades do acesso vip simplesmente ter caído. Sorte que não caiu no pé de alguém. 

As atrações
Um  problema técnico fez com que o início do show da banda Unique ficasse um caos... (a programação dos samplers - acho - não carregava). Fora que duas horas seguidas de show desse tipo acho cansativo, para a banda e principalmente para o público, mesmo com uma boa seleção de músicas (Madonna, Lady Gaga, entre outras). A sugestão (que na verdade veio de @FabioiDJFM, que além de DJ é frequentador assíduo de casas noturnas no Rio de Janeiro) é dividir em duas apresentações de uma hora.
 Unique

A escolha de músicas de @versianni tava legal, conhecia várias músicas, mas sentir falta de algumas músicas mais conhecidas do público

No quesito paquera e tals...
Mesmo tendo ido acompanhada do meu amor,tive a impressão que o ambiente não tava muito propício à paquera, a maioria do público era feminina e casais, ou seja, a "disputa" estava ferrenha (risos).

Mas acho que se a produção da casa fizer as alterações sugeridas pelo público ela tem grandes chances de se tornar um verdadeiro point da galera com mais de 25 anos em Aracaju.

Carla, Elis, eu e Ed
Next Post Previous Post Home